MARIA MÃE DE JESUS

Maria foi uma mulher judia escolhida por Deus para ser a mãe de Jesus. Ela era virgem quando ficou grávida pela ação do Espírito Santo. Junto com seu marido José, Maria provavelmente teve um papel importante na educação de Jesus durante sua infância e, mais tarde, se tornou sua seguidora. Ela estava com os outros discípulos de Jesus quando o Espírito Santo desceu no dia de Pentecostes.

A Bíblia não fala muito sobre a vida de Maria, mas, diz que ela foi muito abençoada, porque foi escolhida para ser a mãe do Salvador do mundo. Em Maria temos um grande exemplo de como o Deus perfeito e imortal pode habitar dentro de um ser humano pecador, transformando sua vida. Podemos aprender muito com a vida de Maria.

Maria era uma jovem que morava na cidade de Nazaré, na região da Galileia. Ela estava noiva de um homem chamado José, mas, ainda não tinham casado quando um anjo falou com ela. O anjo se chamava Gabriel e contou a Maria que ela era muito abençoada, porque Deus a tinha escolhido para dar à luz o Salvador do mundo (Lucas 1:30-33 :+: (30) Mas o anjo lhe disse: “Não tenha medo, Maria; você foi agraciada por Deus! (31) Você ficará grávida e dará à luz um filho, e lhe porá o nome de Jesus. (32) Ele será grande e será chamado Filho do Altíssimo. O Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi, (33) e ele reinará para sempre sobre o povo de Jacó; seu Reino jamais terá fim). Esse era o rei prometido por Deus, que os judeus esperavam há vários séculos.

Maria ficou um pouco confusa sobre como poderia ter um filho se ainda era virgem. Então o anjo Gabriel explicou que a criança seria gerada pelo Espírito Santo, não por meios naturais, porque a criança seria verdadeiramente o Filho de Deus. Como prova que aquilo que dizia era verdade, o anjo contou a Maria que sua prima Isabel, que era estéril e idosa, também iria ter um filho em breve (Lucas 1:35-37 :+: (35) O anjo respondeu: “O Espírito Santo virá sobre você, e o poder do Altíssimo a cobrirá com a sua sombra. Assim, aquele que há de nascer será chamado Santo, Filho de Deus. (36) Também Isabel, sua parenta, terá um filho na velhice; aquela que diziam ser estéril já está em seu sexto mês de gestação. (37) Pois nada é impossível para Deus).

Maria creu na mensagem vinda de Deus e concordou em se tornar a mãe de Jesus (Lucas 1:38Respondeu Maria: “Sou serva do Senhor; que aconteça comigo conforme a tua palavra“. Então o anjo a deixou). Como o anjo tinha predito, ela ficou grávida ainda virgem, cumprindo assim a profecia do Antigo Testamento: “a virgem ficará grávida” (Isaías 7:14Por isso o Senhor mesmo dará a vocês um sinal: a virgem ficará grávida, dará à luz um filho e o chamará Emanuel).

Maria foi escolhida por causa da graça de Deus. Os textos onde Maria é apresentada e que também falam do nascimento de Jesus Cristo não dizem o motivo da escolha. Não sabemos muito sobre Maria, mas o pouco que diz a Bíblia é que era uma virgem, de Belém, da linhagem de Davi, noiva de José, tinha por parente Isabel (a esposa do sacerdote Zacarias e mãe de João Batista), teve outros filhos depois do nascimento de Jesus e seguiu-o em seu ministério.

Quando ouviu que sua prima estava grávida, Maria foi visitar Isabel. O anjo Gabriel tinha profetizado que o filho de Isabel, João Batista, iria preparar o caminho para a vinda do Salvador. Quando Maria, já grávida, chegou na casa de Isabel, o bebê dentro de Isabel saltou de alegria! Assim, Isabel soube logo que Maria estava grávida do Salvador (Lucas 1:42-44 :+: (42) Em alta voz exclamou: “Bendita é você entre as mulheres, e bendito é o filho que você dará à luz! (43) Mas por que sou tão agraciada, ao ponto de me visitar a mãe do meu Senhor? (44) Logo que a sua saudação chegou aos meus ouvidos, o bebê que está em meu ventre agitou-se de alegria).

Diante desse acontecimento, Maria compôs uma canção glorificando a Deus. Ela reconheceu Deus como seu Salvador e profetizou que ela seria para sempre reconhecida como uma mulher muito abençoada (Lucas 1:46-49 :+: (46) Então disse Maria: “Minha alma engrandece ao Senhor, (47) e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador, (48) pois atentou para a humildade da sua serva. De agora em diante, todas as gerações me chamarão bem-aventurada, (49) pois o Poderoso fez grandes coisas em meu favor; santo é o seu nome). Maria não se tornou arrogante mas deu todo o louvor a Deus.

Aleluia!

Gratidão e Oração!

Senhor, agradecemos-lhe por mais um dia de vida, por esta reflexão, orientação e entendimento da Tua Palavra Viva, Perfeita e Agradável aos nossos corações. Clamamos a Ti, oh Pai Glorioso, abençoa-nos dando-nos discernimento sobre todas as coisas, capacitando-nos, cada dia mais, a proclamarmos os Teus ensinamentos para toda criatura:

Marcos 16:15 – E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura

Enche-nos da Tua Presença, Espírito Santo obrigado por habitar em nossos corações. Que o nome Santo e Poderoso de JESUS CRISTO seja glorificado através da nossa vida e não do nosso nome, nossa fama, nosso ministério, reconhecendo que não podemos receber coisa alguma se do céu não nos for dada.

Toda honra, glória, poder, domínio e majestade pertencem a Ti, SENHOR. Somos apenas instrumentos nas Tuas mãos. Por isso, oramos e te agradecemos em nome de Jesus. Louvado e engrandecido seja o nome Santo e Poderoso do nosso Senhor Jesus Cristo, único Salvador!

Aleluia e Amém!

[ Compartilhe ] [ Pedidos de Oração ] [ Doações ]

Graça e Paz de Jesus Cristo!

Deus te Abençoe!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!