Raiva

Um momento de descontrole e ira pode ser suficiente para destruir vidas, a nossa e a de outras pessoas. A ira em si não é um pecado, porque a Palavra de Deus diz que é possível nos irarmos sem pecar (Efésios 4: 26 – Irai-vos, e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira). Há momentos na nossa vida em que é normal nos irarmos com alguma situação. Até Jesus se irou quando viu que os mercadores faziam negócio na casa do Seu Pai.

O grande problema é quando a ira vem de forma prolongada e descontrolada. Quando a ira controla a nossa vida, nos afastamos de Deus. A mansidão é um dos aspectos do fruto do Espírito Santo e através dela nós podemos impedir que a nossa ira se transforme em pecado. A Palavra de Deus manda que sejamos pacificadores e mansos com as pessoas à nossa volta (Tito 3: 2 – Que a ninguém infamem, nem sejam contenciosos, mas modestos, mostrando toda a mansidão para com todos os homens).

Podemos controlar a raiva com a ajuda de Jesus! A raiva é um sentimento muito forte, mas, não precisa nos dominar. Todos nós sentimos raiva. Isso é natural. Mas a raiva se torna um problema quando nos domina e nos leva a pecar. Sentir raiva é a resposta correta diante de maldade e injustiça, mas, o que nós fazemos depois poderá se tornar pecado. É por isso que a raiva é tão perigosa. É muito importante aprender a controlar a raiva e usá-la de maneira positiva (Efésios 4: 26-27 – Irai-vos, e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira. Não deis lugar ao diabo).

Irmão(ã), controlemos a nossa raiva entendendo o amor de Deus (Isaías 43: 25 – Eu, eu mesmo, sou o que apago as tuas transgressões por amor de mim, e dos teus pecados não me lembro), perdoando (Efésios 4: 31-32 – Toda a amargura, e ira, e cólera, e gritaria, e blasfêmia e toda a malícia sejam tiradas dentre vós, Antes sede uns para com os outros benignos, misericordiosos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus vos perdoou em Cristo), ignorando ofensas (Provérbios 19: 11 – A prudência do homem faz reter a sua ira, e é glória sua o passar por cima da transgressão), pensando mais antes de falar (Provérbios 15: 1 – A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira), escolhendo fazer sempre o bem (Romanos 12: 20-21 – Portanto, se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer; se tiver sede, dá-lhe de beber; porque, fazendo isto, amontoarás brasas de fogo sobre a sua cabeça. Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem) e,  principalmente, aprender a sermos humildes de coração e pedir perdão (Mateus 5: 23-24 – Portanto, se trouxeres a tua oferta ao altar, e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, Deixa ali diante do altar a tua oferta, e vai reconciliar-te primeiro com teu irmão e, depois, vem e apresenta a tua oferta).

Por vezes não conseguimos controlar a raiva. Isso acontece com as melhores pessoas. Por isso, precisamos aprender a sermos humildes de coração e pedir perdão. Peçamos perdão a Deus e também, se tivermos a oportunidade, à pessoa a quem nos machucou. Além de ajudar a consertar o erro, isso nos encorajará a controlar mais a raiva.

Oremos!

Deus sonde nossos corações, pois Tu nos conheces e queres estar bem perto de nós. Pai querido, prostramo-nos diante de Ti, e pedimos-lhe perdão pelos nossos pecados e transgressões; opera milagrosamente em nossa alma e arranca de nós toda raiva que nos afasta de Ti Papai; lapida-nos a sermos mais humildes e nos fortaleça a pedir perdão a quem nos machucou ou fez mal há algum dia; oh Papai bondoso, clamamos que essa Tua correção permaneça em nossos corações para todo o sempre, tenha misericórdia de nós e receba-nos em Teus braços. Senhor, obrigado por mais um estudo e entendimento da Tua Palavra Viva, Perfeita e Agradável. Clamamos para que continues a nos abençoar dando-nos discernimento sobre todas as coisas, capacitando-nos, cada dia mais, a proclamarmos os Teus ensinamentos para toda criatura (Marcos 16:15). Encha-nos cada dia mais do Espírito Santo. Que o nome de JESUS seja glorificado através da nossa vida e não do nosso nome, nossa fama, nosso ministério, reconhecendo que não podemos receber coisa alguma se do céu não nos for dada. Toda honra, glória, poder, domínio e majestade pertencem a Ti, Senhor Jesus. Somos apenas instrumentos nas Tuas mãos. Por isso, oramos e te agradecemos em nome de Jesus. Louvado e engrandecido seja o nome Santo e Poderoso do nosso Senhor Jesus Cristo, único Salvador!

Aleluia e Amém!

Amado(a) irmão(ã), obrigado pela sua comunhão!

Eu sou o Marcos Rodrigues, Vaso Ungido pelo Espírito Santo, Filho Amado de Deus e Evangelizador dos Ensinamentos de Jesus Cristo.

Compartilhe este Devocional com seus contatos, amigos e familiares. Vamos juntos alcançar mais almas para Jesus!

Faça seu Pedido de Oração. Preencha o formulário com seu nome e de seus entes queridos. Eu quero orar por você e sua família.

Graça e Paz de Jesus Cristo.

Deus te Abençoe!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!