Perdoar é importante e não exige pagamento

Perdão é reconhecer que alguém cometeu uma ofensa contra você, mas, decidir largar o rancor e o desejo de retribuição contra essa pessoa. Perdão verdadeiro é uma decisão feita com a ajuda de Deus e que liberta. Nós devemos perdoar porque Deus nos perdoou muito mais.

Quando uma pessoa peca, é como contrair uma dívida: é preciso pagar. O preço do pecado é a morte e a separação de Deus (Romanos 6:23 – Pois o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor).

Todos nós pecamos, mas, Deus nos ama tanto que decidiu pagar o preço por nós. Ele veio a terra e morreu em nosso lugar. Jesus não tinha pecado, por isso o preço que pagou não foi pela vida d’Ele. Sendo Deus, seu pagamento é suficiente por todo o mundo. Assim, Deus encontrou uma forma de fazer justiça e também oferecer perdão. A dívida foi paga (1 Pedro 3:18 – Pois também Cristo sofreu pelos pecados uma vez por todas, o justo pelos injustos, para conduzir-nos a Deus. Ele foi morto no corpo, mas vivificado pelo Espírito).

Quando você aceita Jesus como seu salvador, você reconhece que o preço é alto demais para você pagar e aceita o pagamento de Jesus em seu lugar. Neste momento Deus perdoa você, a dívida fica paga e Ele não guarda rancor. Mas se você rejeita Jesus, você rejeita Sua oferta para pagar sua dívida. Você, então, continua responsável por pagar e não dá lugar para Deus perdoar.

Quando uma pessoa peca contra você, é normal querer justiça. Essa pessoa fez uma coisa errada e merece pagar. Isso é certo, mas não é você quem tem de exigir o pagamento. Deus é o Juiz, Ele cobra. Quando você perdoa, você deixa a cobrança com Deus e continua sua vida sabendo que a dívida foi paga. Você deixa de ser o juiz e dá essa responsabilidade a Deus.

Amado(a) irmão(ã), PERDOE, porque Deus perdoou você – seus pecados podem parecer pequenos comparados com outra pessoa, mas, são todos impossíveis de pagar. Se Deus é perfeitamente justo e perdoou você, você também deve perdoar (Mateus 18:23-35 :+: (23) “Por isso, o Reino dos céus é como um rei que desejava acertar contas com seus servos. (24) Quando começou o acerto, foi trazido à sua presença um que lhe devia uma enorme quantidade de prata. (25) Como não tinha condições de pagar, o senhor ordenou que ele, sua mulher, seus filhos e tudo o que ele possuía fossem vendidos para pagar a dívida. (26) “O servo prostrou-se diante dele e lhe implorou: ‘Tem paciência comigo, e eu te pagarei tudo’. (27) O senhor daquele servo teve compaixão dele, cancelou a dívida e o deixou ir. (28) “Mas, quando aquele servo saiu, encontrou um de seus conservos, que lhe devia cem denários. Agarrou-o e começou a sufocá-lo, dizendo: ‘Pague-me o que me deve!’ (29) “Então o seu conservo caiu de joelhos e implorou-lhe: ‘Tenha paciência comigo, e eu pagarei a você’. (30) “Mas ele não quis. Antes, saiu e mandou lançá-lo na prisão, até que pagasse a dívida. (31) Quando os outros servos, companheiros dele, viram o que havia acontecido, ficaram muito tristes e foram contar ao seu senhor tudo o que havia acontecido. (32) “Então o senhor chamou o servo e disse: ‘Servo mau, cancelei toda a sua dívida porque você me implorou. (33) Você não devia ter tido misericórdia do seu conservo como eu tive de você?’ (34) Irado, seu senhor entregou-o aos torturadores, até que pagasse tudo o que devia. (35) “Assim também fará meu Pai celestial a vocês se cada um de vocês não perdoar de coração a seu irmão”.

Amado(a) irmão(ã), PERDOE, porque liberta – quando você libera perdão, você não só liberta o ofensor do seu ódio; você também fica liberto. A falta de perdão causa mais problemas ao ofendido que ao ofensor, traz amargura e pode destruir sua vida (Provérbios 27:4 – O rancor é cruel e a fúria é destruidora, mas quem consegue suportar a inveja?).

Perdoar não é esquecer! Quando a Bíblia diz que Deus se “esquece” de nossas ofensas, significa que não cobra nunca mais. Do mesmo jeito, quando você perdoa uma pessoa, você não cobra mais por esse pecado. Esquecer não ajuda a perdoar, só ignora o problema. Perdoar é enfrentar o problema e reconhecer seu impacto negativo, depois decidir deixar todo desejo de retribuição.

Perdão não é ignorar a justiça! Perdão é deixar a justiça nas mãos de Deus, que é perfeitamente justo. Você condena o pecado, mas, deixa de ser um problema seu, é um problema entre a outra pessoa e Deus. Alguns pecados também têm outro preço, como pena de prisão. Perdoar não significa deixar uma pessoa perigosa sair livre. Você pode testificar contra o ofensor no tribunal, sendo honesto, mas, sem rancor nem desejo de vingança.

error: Content is protected !!